terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Maria fedida ou percevejos fedorentos.

Informações gerais
  • Os percevejos-fedorentos podem ser de várias cores, sendo que a maioria é marrom ou verde, e quando são esmagados soltam um cheiro ruim;
  • Eles têm um bico que usam para sugar suco de plantas, mas não mordem;
  • Qualquer dia quente ou frio pode “acordar” esses insetos e levá-los para dentro de sua casa.
  • São mais prevalentes durante os períodos de outubro a dezembro e em março e abril. Podem ter até quatro gerações por ano em climas quentes.
Onde vivem
  • No verão, os percevejos-fedorentos vivem fora de casa em árvores e arbustos;
  • Quando está mais frio, eles se juntam em grande quantidade em áreas ensolaradas, como laterais de casas, áreas de concreto, terraços e troncos de árvore;
  • Dentro de casa, eles se escondem embaixo tábuas, em porões, garagens e barracos.
O que querem de você
  • Eles se alimentam de árvores e arbustos em seu jardim (no entanto, raramente danificam plantas ou árvores);
  • Quando o clima esfria, eles entram em casa procurando calor e abrigo do inverno.
Por que representam um problema
  • Muito raramente, uma infestação pode causar danos a plantas, árvores frutíferas e frutas;
  • Grandes invasões dentro de casa podem ser muito inconvenientes para os proprietários.
Dicas e truques
  • Vede os pontos por onde os percevejos possam entrar, incluindo pontos de acesso pelo lado de fora da casa ou pelos vizinhos;
  • Limpe a casa com frequência para remover os insetos de áreas sensíveis.

O biólogo Rodrigo Damiano esclarece: “São insetos chamados de fitófagos, que se alimentam de seiva de plantas. Eles são da mesma ordem do barbeiro, mas bem mais distante em comparação com hábitos. O barbeiro se alimenta de sangue e esses de plantas. A maria fedida tem uma morfologia um pouco diferenciada e, quando tocada, ela exala um odor bem mais forte que esse”, disse.
Ele ainda disse que esses insetos não trazem riscos. “Não se conhece nenhuma doença causada por ele. Também não tem como te picar, porque o aparelho não é desenvolvido para uma picada no nosso tecido”, explicou.
Damiano apontou um desequilíbrio como causa da infestação. “Isso é um fator ecológico. Aquecimento, umidade relativa. Como eles viviam em áreas rurais, eles começaram a encontrar refúgio nas áreas urbanas. Como eles não têm predadores naturais nessa área, a população aumenta”.
O biólogo explicou ainda que a melhor forma de eliminar esses insetos é chamando o Centro de Zoonoses, para fazer a correta identificação do inseto, já que pode haver confusão com os outros tipos e alguns são perigosos.
Como os insetos  não oferecem riscos à saúde pública, não é possível fazer a aplicação de veneno. Ele explicou que a solução é a limpeza. “Eles aparecem geralmente após uma poda de árvore e quando deixa se tudo jogado em um terreno”.
fonte: http://www.linharaid.com.br/pt-br/bug-id/stink-bugs-or-boxelder-bugs/stink-bugs



Nenhum comentário:

Postar um comentário