terça-feira, 31 de maio de 2011

Só para lembrar.



Estes simpáticos cães continuam aguardando alguém de bom coração, que os acolha na sua família. São eles: CICICO, FREDERICO e ORELHINHA.



Já são adultos, estão castrados e são muito carentes de atenção e carinho. Precisam muito de um lar onde possam ser felizes.
Veja o ítem "vantagens de adotar um animal adulto" (arquivo janeiro/2011), e venha conhecê-los.

                                                                                                                                 Adriana Xande



segunda-feira, 30 de maio de 2011

ADOTE, MAS COM RESPONSABILIDADE!



OS ANIMAIS NÃO TÊM PRAZO DE VALIDADE.
ADOÇÃO É COMPROMISSO PARA A VIDA TODA.

                    Algumas pessoas adotam um animal por impulso, sem realmente terem condições de ficar com ele, e de dar a ele tudo o que é necessário. Com isto elas tiram deste animal a oportunidade de ser adotado por uma família que lhe daria um lar e uma vida digna e feliz. E depois, quando percebem que agiram precipitadamente, tentam devolver este animal, como se fosse uma mercadoria. PORTANTO PENSE BEM ANTES DE ADOTAR UM ANIMAL!!! Não seja egoísta nem irresponsável.
                                                                                                                          
                                                                                                                                Adriana Xande

VACINE SEU CÃO


Existem algumas doenças que são prevenidas através da vacinação, portanto não deixe de vacinar seu cão:
Parvovirose: transmitida principalmente através das fezes de animais doentes. É um grave problema para filhotes. Os sintomas são vômito, diarréia, apatia, desitratação, e outros que podem levar o animal à morte.
Cinomose: doença febril altamente contagiosa, transmitida principalmente por via aérea, como a gripe nos humanos. É uma doença muito grave que provoca secreções nasais, conjuntivite, tosse, diarréia, vômito e problemas neurológicos que podem levar o animal à morte.
Leptospirose: doença transmitida através da penetração da bactéria pelas mucosas ou pele, através da água contaminada com urina de ratos, animais silvestres ou outros animais. Grave problema de saúde pública. Os sintomas são febre, icterícia, hemorragias, dificuldade de locomoção, desidratação e outros, que podem levar o animal á morte. É uma zoonose.
Hepatite infecciosa: doença causada por vírus, transmitida também por via aérea. Os sintomas são febre alta, gastroenterite, dor abdominal, aumento do consumo de líquidos e lesão ocular.
Laringotraqueíte: causada por vírus, transmissão por vias aéreas. Causa sintomas respiratórios como tosse, espirros, secreções nasais, entre outros.
Parainfluenza: semelhante à gripe humana, transmitida por via aérea, causando corrimento nasal, tosse e espirros.
Coronavirose: Enfermidade viral, muitas vezes associada à parvovirose, e transmitida da mesma forma. Causa diarreía com ou sem vômitos, podendo apresentar muco e sangue nas fezes.
Raiva: doença infecciosa aguda causada por vírus que se multiplica pelos nervos periféricos até o sistema nervoso central. A forma mais comum de transmissão é atravé do contato direto da saliva contendo o vírus rábico com a pele machucada, através de lambida ou mordida. É uma zoonose.

Os filhotes de cão devem ser vacinados aos 2 meses com a vacina polivalente, seguida de reforço aos 3 e 4 meses. A vacina anti-rábica é feita aos 4 meses, e é dose única. O reforço das duas vacinas (raiva e polivalente) deve ser anual. Se seu animal tem mais de 4 meses, mas ainda não tomou as vacinas, faça a vacina polivalente, seguido de reforço após 30 dias. A anti-rábica continua dose única, com revacinação anual.
Não espere seu animal ficar doente para consultar um médico veterinário. Faça a PREVENÇÃO!

domingo, 29 de maio de 2011

Como evitar acidentes com aranhas, escopiões e lacraias.

As principais medidas preventivas são: 
  1. Manter jardins e quintais limpos.
  2. Evitar o acúmulo de entulho, folhas secas, lixo doméstico, material de construção, nas proximidades das casas.
  3. Evitar folhagens densas (plantas ornamentais, trepadeiras, arbusto, bananeiras e outros) junto a paredes e muros das casas; manter a grama sempre bem aparada.
  4. Limpar periodicamente os terrenos baldios vizinhos, obedecendo uma faixa de 1 a 2 metros das moradias.
  5. Vistoriar roupas e sapatos antes de vestí-los.
  6. Não colocar as mãos desprotegidas em buracos, sob pedras e troncos podres.
  7. Uso de calçados e luvas de raspa de couro ajudam a evitar acidentes.
  8. Vedar as soleiras das portas e janelas ao escurecer.
  9. Vedar frestas e buracos em paredes e assoalhos; consertar rodapés despregados; colocar telas na janelas e saquinhos de areia nas soleiras das portas.
  10. Usar telas em ralos, pias e tanques.
  11. Afastar as camas das paredes; evitar o contato de roupas de cama e mosquiteiros no chão.
  12. Combater a proliferação de insetos, principalmente baratas.
  13. Acondicionar o lixo domiciliar em sacos plásticos ou em recipientes que possam ser mantidos fechados.
  14. Preservar os inimigos naturais dos escorpiões (galinhas, sapos, louva-deus, macacos, algumas formigas, gaviões, corujas, seriema, e outros).

Em caso de acidente, procurar atendimento médico e não realizar procedimentos de uso caseiro.

(fonte: http://www.butantan.gov.br/)

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Leão


O Leão é um cachorro com muita energia, que adora brincar e correr. Ele precisa de um lar que tenha muito espaço para ele se distrair à vontade. É dócil, mas precisa de um dono presente, que saiba educá-lo. Está castrado e vacinado. Merece uma  segunda chance de ser feliz.
                                                                 ADOTADO!                       Adriana Xande

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Lelé foi adotada!


A Lelé acabou de ser adotada por pessoas maravilhosas, que pesquisaram na internet até achar nosso filhote. Tenho certeza que ela vai ser muito feliz. Obrigada a Patrícia e família, por este ato de amor. Que a Lelé traga muita alegria e seja uma grande companheira.

                                                                                                                                 Adriana Xande

Olívia



Olívia é uma Pit-Lata que já está castrada e vacinada, muito alegre e que adora passear. Ela está esperando quem a adote no CCZ. Precisa de um quintal com bastante espaço para que possa brincar bastante e gastar energia. Pode ser uma ótima guarda. Boa índole. 

                                                                   Adriana Xande

ADOTADA!
                                                                                                                          

Bart

O Bart foi abandonado, juntamente com as duas irmãs, por uma pessoa que se diz "protetora" de animais. Mesmo sabendo que não havia vaga disponível no CCZ, ela acabou abandonando os coitadinhos, sem se importar muito com o que aconteceria com eles. Apesar de toda a irresponsabilidade, o Bart já foi castrado e agora poderá ser adotado por pessoas que realmente se importam e queiram cuidar deste lindo bebê. Porte pequeno, muito esperto e brincalhão. Espera por sua visita no CCZ.

                                                                    Adriana Xande
                                                                                                                         

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Tininha



A Tininha  está disponível para ser adotada, já que até agora seu dono não apareceu para resgatá-la.  Mas esperamos conseguir para ela um lar muito melhor do que o antigo, donos carinhosos e responsáveis, para que ela seja feliz e bem cuidada, como deve ser. Ela é jovem, tem porte grande, está castrada e vacinada. É muito brincalhona e precisa de um local com bastante espaço. Liguem para mais informações.

                                                                                                                                Adriana Xande
ADOTADA!  muito boa sorte para esta linda, que seja muito bem tratada e respeitada.

domingo, 22 de maio de 2011

resultado da feira 22/05


Hoje foram doados alguns filhotes, e mais uma vez agradecemos às pessoas que se propuseram a ajudar estes lindos animais. Esperamos que todos tenham consciência da responsabilidade que assumiram, e que estes filhotes cresçam felizes e saudáveis. A Bianca, que havia sido adotada na semana passada, foi devolvida. Pedimos que, ao adotar um animal, a pessoa não aja por impulso, e tenha certeza do que quer, para que estas devoluções não se repitam. Os animais não são brinquedos nem objetos. ADOTE COM RESPONSABILIDADE!

Lembramos que ainda temos lindos filhotes e adultos precisando de um lar.

Marujo e Capitão continuam esperando donos!
                                                                                                                            Adriana Xande

sábado, 21 de maio de 2011

Pitbull encontrada


Esta cachorra foi encontrada solta pelas ruas, correndo o risco de se machucar ou mesmo morrer. Precisa voltar para casa com urgência, e para isto precisamos entrar em contato com seus donos. Quem  souber de  alguma informação sobre ela pode ligar. 47043673.
                                                                                                                                Adriana Xande

quinta-feira, 19 de maio de 2011

05 de Junho tem Feira.


E neste próximo domingo, dia 05/06, levaremos alguns dos animais do CCZ para a Feira de Adoção na Praça da Lagoa. Venham adotá-los!
                                                                                                                Adriana Xande

Morcegos: como afastá-los sem comprometer a sobrevivência da espécie.


Nas cidades, os seguintes locais oferecem abrigo aos morcegos: porões, forros, vãos de dilatação de prédios, caixas de persianas, garagens e outros.
Todas as espécies de morcegos podem adquirir e transmitir doenças para o homem e para outros mamíferos. As principais são a raiva e histoplasmose.
Algumas medidas simples podem afastá-los da sua residência:
Os morcegos que se alimentam de frutos costumam dar vôos rasantes perto das árvores em busca de alimento, dando a falsa impressão de "ataque".
Lembre-se de que eles têm hábitos noturnos e, portanto evite transitar pelo local à noite.
Solicite na prefeitura, a poda dos galhos mais baixos da árvore.
Caso o morcego entre na sua casa ou se encontre caído no chão, tente imobilizá-lo com uma caixa, balde, bacia ou pano. JAMAIS TOQUE NELE, POIS PODE MORDER PARA SE DEFENDER. Entre em contato com o Centro de Controle de Zoonoses.
Se ele estiver voando, simplesmente deixe as portas e janelas abertas, para que ele possa sair sozinho.
Se os morcegos estiverem alojados no forro da casa, será necessário providenciar a vedação como segue:
1.Verificar os espaços abertos por onde entram e saem.
2.Vedar de modo permanente as demais aberturas existentes, deixando abertas somente aquelas utilizadas pelos morcegos.
3.Aguardar a saída dos morcegos (ao entardecer) e vedar esta abertura com material provisório (jornais, panos).
Os morcegos que saírem estarão impossibilitados de retornar ao abrigo.
4.No mesmo horário, no dia seguinte, retire o material provisório, permitindo a saída dos morcegos que ainda tinham permanecido no abrigo.
5.Vedar definitivamente as aberturas de entrada e saída dos morcegos.
Juntas de dilatação de prédios devem ser vedadas com material apropriado.
Após a vedação, as fezes acumuladas nestes abrigos deverão ser umedecidas e retiradas. Para este procedimento a pessoa deve proteger boca e nariz, com máscara ou toalha molhada.

(fonte: http://www.sms.pmsp.sp.gov.br/)               

quarta-feira, 18 de maio de 2011

KATE E PIPA

                                                    ADOTADAS!

Estas duas princesas são irmãs, e juntas sonham conseguir um lar e donos que cuidem delas. Esperamos que seus sonhos se tornem realidade. Estão castradas e são muito dóceis, adoram brincar  e receber carinho. Venham até o CCZ conhecê-las e adotá-las.
                                                                                                                                    Adriana Xande

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Adotados na feira 15/05

Na feira de doação no domingo foram doados alguns filhotes. Os adotados foram: nossa gatinha Felícia, nossos baixinhos Fofo e Bianca, e o Pitoco. Esperamos sinceramente que tenham sido adotados por pessoas que realmente gostam de animais, e que vão cuidar deles como eles merecem, com muito amor e respeito. Boa sorte, crianças!
                                                                                                                           Adriana Xande

Lalá, Lili, Lelé

                    
                  Estas coisinhas lindas estão no CCZ esperando alguém que queira adotá-las. Procuram um lar onde possam receber amor e carinho, casa, comida e roupa lavada. São lindas, já estão castradas e tomaram 1 dose de vacina. Quem quiser adotá-las vai ter que continuar o esquema de vacinação, para que fiquem protegidas e não contraiam nenhuma doença. Precisam de ajuda, venham adotá-las.
                                                                                                   

                                                ADOTADAS!                            Adriana Xande
                                      
 

A arte da adoção

"A arte da adoção" é um evento que fazemos todos os domingos, exceto feriados, em parceria com a Secretaria do Turismo, na Feira de Artes.
Nossa barraca fica na Praça da Lagoa, próxima à Av. Elias Yasbek e além da adoção, fazemos o RGA (Registro Greal Animal) municipal e fornecemos orientações quanto à doenças transmitidas por animais, posse responsável e dicas de adestramento.
É importante lembrar que o CCZ disponibiliza na feira apenas animais sadios, castrados, vermigados e com as primeiras vacinas - quantidade dependente da idade.
Como se trata de um evento aos domingo, a ração para aquele dia também é entregue ao adotante, para garantir que o novo responsável pelo animal consiga mantê-lo alimentado até o próximo dia útil. Além disso, é entregue uma cartilha sobre guarda responsável.
Para adotar é preciso estar com RG, ser maior de 18 anos e que todos da casa estejam de acordo. Para fazer o RGA do seu animal, é importante levar original e cópia do RG e comprovante de residência.

Luciana Gallo

50 dicas para viver bem com seu cão

Seu grande amigo merece cuidados e atenção. Algumas dicas para preservar este laço valioso de afeto.
1- Não deixe seu cão subir em camas ou sofás se ele não tiver idade e porte suficiente para descer sem se machucar. As quedas para os filhotes e cães de pequeno porte são muito perigosas e podem ser até fatais.
2- Não saia com seu cão sem coleira. Ele pode sair correndo para o meio da rua inesperadamente e sofrer um acidente.
3- Falando em coleiras… Não se esqueça de colocar na coleira do seu amigo o nome dele, o seu e telefones para contato.
4- Alguns cães não gostam de usar roupinhas como óculos, chapéus, sapatinhos etc. Isso é uma moda criada para agradar alguns donos, mas a natureza deles não é para isso. Se seu cão não gostar, não force a barra ou o passeio pra ele se transformará num martírio e não num prazer.
5- Em caso de viagem, evite transito e horários de temperaturas elevadas. Opte por viajar à noite. E se for ao litoral nunca leve seu animal à praia. Não se esqueça: não deixe o animal preso dentro do carro em nenhuma hipótese.
6- Certifique-se de que você oferece a seu cão exercícios adequados. Lembre-se que ele precisa de passeios e brincadeiras (esses sim devem ser em excesso) não só para manter a saúde física, mas também e, principalmente, a saúde mental, evitando distúrbios de comportamento.
7- Não medique seu cão por conta própria. A maioria dos remédios humanos não pode ser dada aos animais ou deve ter sua dose ajustada adequadamente. Você pode agravar ou mascarar os sintomas apresentados pelo seu melhor amigo ao medicá-lo aleatoriamente.
8- Cuidado com o calor: em hipótese alguma deixe o cão trancado no carro enquanto você dá um pulinho rápido no mercado. Não caminhe com ele nas horas de sol a pino. O asfalto estará muito quente e pode queimar o coxim plantar, você estará de tênis, ele não. Atenção especial com animais de pelo longo que sofrem muito nas épocas de calor.
9- Cuidado ao escolher o local onde deixará seu cãozinho quando for viajar. Procure indicações de amigos ou veterinários. Visite vários locais e faça a escolha somente quando se sentir confiante.
10- Alimento de gente não serve para cães. Não divida com seu cão doces, salgadinhos, comidas temperadas etc.
11- Garanta a saúde do seu cão, vacinas, vermífugos, alimentação balanceada, visita periódica ao veterinário.
12- Não leve seu animal para passear em dias ou horários muito quentes.
13- Renove a água de beber do seu animal várias vezes ao dia e nunca a deixe exposta ao sol.
14- Animais brancos ou albinos devem receber protetor solar nas pontas das orelhas e no espelho nasal. Esse é um cuidado essencial.
15- Seu melhor amigo está doente? Mantenha uma luz vermelha acesa, melhora o tônus, medo e o apetite do animal.
16- Mantenha a vacinação do cão rigorosamente em dia. Há doenças letais que somente podem ser evitadas com uma vacinação correta.
17- Atenção ao ectoparasitas: pulgas e carrapatos e piolhos. Eles se multiplicam rapidamente e são transmissores de várias doenças.
18- Deixe seu cão magro. A cintura deve manter-se sempre aparente. Obesidade causa problemas ósseos e nas articulações, além de diabetes e hipertensão.
19- Castrar o animal previne câncer de mama, de testículos e de próstata.
20- Mantenha as pipetas e coleiras contra pulgas e carrapatos mensalmente, evitando infestações e contato com Erchiose (doença do carrapato).
21- Não alimente seu cão em excesso. O sobrepeso não é sinônimo de saúde e animais obesos tendem a ter uma velhice vem mais difícil e mais problemas de saúde.
22- Esteja atento às alterações no comportamento de seu cão. Elas podem ser indícios de que a saúde dele não vai bem. Não subestime esses sinais.
23- Cães adoram brincar com seus donos, é a sua maneira de demonstrar amor. Brinquedinhos como cordinhas e bolinhas apropriadas ao tamanho do cão fazem superbem para melhorar a interação cão-dono.
24- Escolha a raça que se adapte à sua forma de vida. Temperamento, pelagem e porte físico podem fazer toda diferença quando o cão for adulto.
25- Levar o cão para passear diminui o estresse nosso e deles! Caminhar pelo menos uma vez ao dia ajuda a manter a sua forma física, além de socializar o animal.
26- Dê amor e carinho ao seu cão, como se você estivesse no lugar dele, pois afinal quando procuramos um cão para nos fazer companhia é justamente porque temos amor sobrando em nossos corações.
27- Adestre seu cão, você verá como isso deixa a vida de vocês muito mais fácil, estabelece uma importante hierarquia na casa e melhora a comunicação entre você o animalzinho.
28- Os cães são nossos fiéis companheiros e são completamente dependentes de nós. Não se esqueça disso. Você tem muitos amigos, seu cão só tem você.
29- Banho e escovação podem ser transformados em momentos de muito prazer para os cães, desde que feitos com carinho.
30- Cuidado com os dentes, sempre que necessário deve-se remover o tártaro.
31- Limpicão – Limpar os olhos e dentes todos os dias de manha ou à noite. É como criar o hábito de se escovar o dente quando somos crianças, mas depois que pegamos o ritmo é bem tranqüilo e aumenta significativamente a qualidade de vida do nosso amigo.
32- A saúde de seu cão começa pela boca! É incrível, mas 90% dos cães apresentam problemas de gengivite e periodontites entre outras patologias bucais, apesar de serem superbem tratados. Escovação de dentes adequada e rotineira, limpeza de tártaro dentário com um veterinário especializado evitam problemas cardíacos, renais e o mau hálito.
33- Nos cães a limpeza é primordial e compreende três pontos diferentes: a escovação da pelagem; o banho e limpeza de orelhas, dentes, e unhas. A freqüência desses cuidados varia de acordo com a raça e o tipo de pelagem. Saúde e higiene andam de mãos dadas e garantem vida longa e com melhor qualidade.
34- Acostume seu cão desde filhote a ser tocado na hora de comer, ser escovado e a entender o NÃO como uma palavra de ordem.
35- Cães assimilam muito mais o carinho do que as broncas, portanto, sempre que seu cão fizer o que você esta esperando dele, gratifique seu comportamento com petiscos e /ou carinhos.
36- Novicão! Ensinar coisas novas para seu amigo. É fascinante a capacidade de assimilação e aprendizado que eles têm quando são motivados pelo dono que amam: assim pequenas coisas como sentar, dar a pata, rolar se tornam prazerosos para os dois.
37- Cãoprendizagem! Aumente o vocabulário dele! Nomeie os brinquedos e deixe-os longe e comece a pedir para serem pegos pelos nomes estipulados (preferencialmente nomes pequenos e foneticamente diferentes). Em média eles conseguem discernir com a prática mais de 5 brinquedos e se animam muito com a nova brincadeira.
38- A obediência do cão deve ser recompensada com gestos de carinho.
39- Os cães de hoje vivem em matilhas humanas e, para eles, ver em seu dono o único e verdadeiro líder é um importante passo para seu bem-estar!
40- Cãoterapia – Deitar no chão e rolar com ele recebendo lambidas e brincando para valer.
41- Libertacão! Andar livremente em locais onde são permitidos cachorros. Em um mundo cada vez mais restrito em termos de lazer saudável para nossos amigos, andar é um santo remédio. Uma boa caminhada mantém dono e cão em plena forma. Ela aumenta o tônus muscular e a circulação sanguínea (a nossa e a deles), além de aguçar os instintos caninos. Cachorros que andam diariamente e são estimulados a se exercitar têm uma 3ª idade muito mais saudável.
42- Turiscão – Viaje com seu cachorro. Existem programas que são feitos sobre medida para todos se divertirem. Existem diversas opções: desde hotéis-fazenda até trekking e hiking (caminhadas leves), feitos especialmente para os cães e seus donos.
43- Cãoencontro – Fazer atividade social com seu melhor amigo, participar de encontros com mais outros cachorros da mesma raça abre espaço para conhecer pessoas, trocar impressões e aprender coisas novas que são boas para eles e não sabíamos. Nesses encontros os cachorros costumam se divertir muito.
44- Vida Zen – Você é do tipo que gosta de tomar florais, aromaterapia, comida natural, vida saudável? Se sua resposta é sim, aproveite tudo isso em beneficio também de seu cão! Em sua próxima consulta fale sobre seu cachorro com seu terapeuta, conte sobre sua personalidade, existe um floral para ele! Você vai se surpreender com a quantidade de coisas que a pratica natural pode mudar na vida do seu animal.
45- Cromocãoterapia – Use cores na vida de seu cão! Hoje podemos comprar diferentes cores de lâmpadas e as boas marcas costumam ter lâmpadas coloridas com uma freqüência de onda muito próxima da cromoterapia tradicional, assim aproveite estas cores no seu dia a dia… Duas aplicações fáceis: vai sair durante muito tempo? Deixe a lâmpada verde acessa em casa para ele.
46- Verifique se você está alimentando seu cão com a dieta/ração mais indicada. Lembre-se somente o veterinário pode recomendar a ração adequada à raça, idade e, caso haja problemas de saúde.
47- Não se esqueça de que catar a caca do seu cão durante o passeio é obrigação. Existem no mercado sacolinhas e coletores de diversos modelos, cores e tamanhos que são um barato. Você faz sua parte e ainda garante um visual fashion para seu passeio.
48- Os números de telefone (fixo e celular) de seu veterinário de confiança devem sempre estar a mão para momentos de emergência ou nos casos em que você esteja ausente e haja necessidade de acionar aquele profissional. Os telefones de dois hospitais veterinários que funcionem 24 horas também compõe este item.
49- Alguns sinais de alerta que indicam que seu amigo não está 100%: queda de pelo ou lesões na pele; alterações do ritmo respiratório; tosse persistente; mudanças no comportamento ou caráter; pulsação acelerada; vômitos e diarréia contínuos; magreza extrema; tremores; inapetência continuada ou qualquer demonstração de dor. Leve seu cão imediatamente ao veterinário.
50- Os animais possuem direitos e estão protegidos inclusive por leis de alcance internacional, mesmo que o desconhecimento e o desprezo por tais direitos tenham levado o homem a cometer crimes contra a natureza e os animais. Caso você presencie algum tipo de violência contra animais não se abstenha: denuncie!
 Fonte: Revista Pequenos Cães Grandes Amigos – Edição 29 – Abril/Maio2010.
Luciana Gallo

CCZ ganha prêmio


É com muito orgulho e alegria que eu divido uma notícia com vocês.
No final de abril estive em um congresso (V Congresso Latino AMericano e XI Congresso Brasileiro de Higienistas de Alimentos;  III Encontro do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem ANimal e I Encontro Nacional de Vigilância de Zoonoses e Agravos Causados por Animais de interesse à Saúde Pública) na semana passada. Trata-se de um congresso bianual, bem fortalecido, com pasrticipantes de toda a América do Sul.
Bom, enviei para este congresso, como experiência bem sucedida, o projeto de acupuntura para redução do estresse dos cães do CCZ e fui selecionada para expor oralmente, conclusão: A experiência: "O USO DA ACUPUNTURA NA REDUÇÃO DOS SINTOMAS DE ESTRESSE E PROMOÇÃO DO BEM-ESTAR ANIMAL NO CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES DE EMBU/SP" ganhou o primeiro prêmio, concorrendo com quase 20 outros (muitas teses de doutorado e programas excelentes e já bem estabelecidos).
Gostaria de agradecer, de verdade, o apoio de vocês, que de uma forma ou de outra, colaboraram com este projeto, e me colocar a disposição para explicar melhor para vocês qualquer coisa a respeito!

Além disso, quero aproveitar para postar um pouco mais sobre a pesquisa - esta entrevista vai ser postada no site da prefeitura também:
  • Objetivo da pesquisa?
Avaliar a efetividade do uso da acupuntura para a redução do estresse e promoção do bem estar animal, nos cães mantidos no canil do CCZ.
  • Motivo
A apreensão de cães e sua manutenção em canis públicos é um evento extremamente estressante para todos os envolvidos, já que na maior parte das vezes, o animal é vítima de situações de abandono e maus tratos, e por isso não tem mais confiança nas pessoas - o que leva a mordeduras e outros agravos à saúde dos passantes e dos funcionários que lidam com estes animais.
Além disso, todos os principais motivos de estresse para cães são vividos em canís públicos, como por exemplo:
                - ausência do guardião ou companhia;
                - ausência de estímulos mentais e exercícios físicos;
                - aglomerado de pessoas e/ou animais desconhecidos;
                - falta de liberdade para expressar seu comportamento natural;
                - mudança no ambiente ou rotina;
                - transporte;
                - frio, fome, sede, dor, desconforto, doenças...

Então, o estudo visou promover o bem-estar, a saúde mental e física destes animais, diminuindo os problemas comportamentais e favorecendo a adoção bem sucedida.
  • Em quais animais a acupuntura é realizada?
A pesquisa foi realizada em todos os cães cães adultos confinados no CCZ, independente da raça ou sexo. Agora, num segundo momento, a acupuntura continuará sendo realizada, mas apenas com os cães do canil que apresentem sintomas de estresse ou problemas comportamentais.


  • Quais resultados já foram obtidos?
Todos os cães demonstraram melhora dos sinais de estresse, estado nutricional e qualidade de pele e pêlo, a agitação reduziu em quase 60% e quanto aos animais que receberam acupuntura e foram adotados, não houve reclamação sobre o comportamento dos mesmos. Assim, aacupuntura se mostrou uma terapêutica eficiente e de baixo custo, com melhora da saúde e sociabilidade dos animais, reduzindo os acidentes de trabalho. E o mais importante, melhoraram a qualidade de vida e saúde de animais que chegam ao CCZ em condições precárias. Na verdade, a acupuntura é só uma parte de todo o processo que os animais passam para serem disponíveis para adoção.
  • Há projeto para atendimento com acupuntura a animais domésticos da população?
Não. Embu das Artes é um município onde, num geral, a população é consciente e pratica a guarda/ posse responsável, não mantêndo seus cães presos em correntes, ou ambientes pequenos e com falta de higiene, sem exercícios físicos, interação com o dono, ou estímulos mentais. Assim partimos do princípio que os animais que possuem um dono/ guarda não são animais estressados, e se estão com alteração comportamental devem procurar o Médico Veterinário de confiança deles, pois muitas vezes trata-se de alguma doença.
Além disso, para você ter uma idéia, nós temos 15 canís e trabalhamos com uma média de 50 animais confinados (doamos uma média de 25 animais por mês), todos que chegam aqui poderiam ter seu futuro modificado com uma consulta Médica Veterinária, pois a castração precoce e dicas básicas de comportamento e higiene é a melhor prevenção contra alterações comportamentais e agressividade.

Luciana Gallo


sexta-feira, 13 de maio de 2011

ABANDONO É CRIME


Ao abandonar um animal, você vai fazer com que ele passe fome, sede e medo. Sozinho nas ruas, ele pode se tornar agressivo e atacar as pessoas, causando ferimentos e até mortes. Ele também pode ser ferido, atropelado e morto. Além disto, animais soltos na rua podem transmitir doenças. Aja com responsabilidade. Animal de estimação não é coisa para se jogar fora.

O QUE FAZER SE VOCÊ NÃO TIVER MAIS CONDIÇÕES DE CUIDAR DO SEU ANIMAL.
Procure um novo responsável para o seu animal de estimação, alguém que possa realmente cuidar muito bem dele. Fale com seus vizinhos, amigos e parentes. Consulte sites de adoção de animais na internet. Coloque anúncios em pet shops e clínicas veterinárias. Jamais abandone seu cão ou gato, seja qual for o  motivo.


Importância dos morcegos na natureza


Os morcegos insetívoros (que se alimentam de insetos) são os predadores mais eficientes de insetos noturnos. Um bom e esperto morcego insetívoro pode devorar mais de 600 mosquitos por hora, fazendo com isto, um rigoroso controle da população de insetos. Todo este controle também contribui para a redução do uso de venenos químicos utilizados nas plantações, o que significa uma alimentação mais saudável para nós.
Os morcegos que se alimentam de frutas (frugíveros) espalham sementes de centenas de espécies de árvores, contribuindo desta forma para a recomposição de nossas florestas e matas. Uma variedade enorme de plantas depende quase que exclusivamente dos morcegos para espalharem suas sementes, perpetuando as espécies.
Os morcegos nectarígeros ( que se alimentam de néctar) enfiam suas cabeças nas flores ao sugar o néctar, carregando assim o pólen. Ao pousarem em outra flor, deixam nela estes grãos de pólen, que permitirão sua reprodução.
Os morcegos hematófagos (que se alimentam de sangue) estão ajudando em pesquisas científicas que buscam novos medicamentos para doenças do coração. Isto porque existe uma potente substância anticoagulante na saliva destes animais.
Lembrem-se que os morcegos são animais silvestres, protegidos portanto pela lei federal 9.605/98.

Jamais tente pegar um morcego, nem vivo nem morto.
Em caso de contato com um, procure imediatamente orientação médica, pois qualquer tipo de morcego, quando contaminado pelo vírus da raiva, pode transmitir a doença.

(fonte: http://www.morcegolivre.vet.br/)                                                               

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Dupla dinâmica

                                                             ADOTADOS!
Argos e Mira continuam no canil, aguardando uma pessoa que possa adotar os dois, já que não podem ser separados. Tem que ser alguém de muito bom coração, que entenda a situação destes animais, e que tenha condições de sustentá-los e dar-lhes muito carinho, pois eles só tem tamanho. Na verdade são carentes e adoram atenção. Gostam de passear e brincar juntos.  Podem ser bons cães de guarda, mas de preferência em uma casa ou sítio, pois eles gostam muito da companhia das pessoas. Venham conhecê-los no CCZ.
                                                                                                                                  Adriana Xande

Que sejam muito felizes e bem tratados na casa nova. Boa sorte, queridos!

Próxima feira de doação de animais


Lembramos que  a próxima feira de doação dos animais do CCZ será no dia 11/09/11, na Praça da Lagoa, Centro. Esperamos por vocês lá.


domingo, 8 de maio de 2011

sábado, 7 de maio de 2011

SOCIALIZAÇÃO


É o processo de integração de indivíduos em um grupo. No processo de domesticação, o cão é inserido no convívio humano, por isso, é extremamente necessário que seja socializado, para que possa interagir com seres humanos de uma forma coerente e socialmente aceita. Ao ser socializado o cão passa a ter uma relação mais harmônica com a sua família humana. Considerando que a maioria dos ataques acontece em contextos familiares e comumente são direcionados a pessoas conhecidas da família, como vizinhos, parentes e amigos, a socialização torna-se uma necessidade mais siginificativa. Por meio do processo de socialização o cão passa a reconhecer pessoas ou atividades como partes da sua vida, e não como uma ameaça. Assim o cão não ataca uma criança conhecida quando esta invade seu território, por não identificá-la nem como ameaça nem como presa. 
A fase da vida que vai de 8 a 16 semanas é considerada ponto crítico do desenvolvimento emocional dos cães. Nesta fase o cão aprende com muito mais facilidade e de uma forma mais intensa e duradoura o que é seguro e o que não é para ele. Cães que até 16 semanas não têm contato com pessoas passam a se comportar como selvagens, temendo qualquer pessoa que se aproxime. Cães criados em família têm maior facilidade de aprendizado e menos reações agressivas quando comparados aos cães instalados em canis e sem contato com as pessoas.
O processo de socialização primária caracteríza-se pela apresentação positiva ao filhote de todos os fatores controláveis que farão parte da sua vida. Estes fatores são: pessoas de diferentes idades e diferentes etnias, brinquedos, objetos, outros animais.

(fonte: revista CRMV, ano17/2011, n°52)

IMPORTÂNCIA DE CONHECER AS CAUSAS DE AGRESSIVIDADE CANINA.

Segundo SOARES e PAIXÃO (2011), no Brasil, a agressividade canina é o segundo problema de comportamento mais frequente relatado nas clínicas e é a principal causa comportamental de abandono ou eutanásia. Vários projetos de lei vêm tramitando, inclusive em escala federal, mantendo a perspectiva de levar à extinção algumas raças no país. Contudo uma pergunta é relevante; segregar uma ou outra raça resolve a questão da agressividade canina como problema de saúde pública? Não há consenso na literatura sobre a associação da raça canina com seu envolvimento em ataques.
Mas mesmo que a agressividade não apresente relação direta com a raça, o poder de contundência dos ataques deve ser considerado. Raças maiores e mais fortes provocam lesão mais graves nas pessoas atacadas e, por isso, estão envolvidas em mais casos fatais, ganhando consequentemente mais repercussão na mídia. Devemos lembrar que a origem do cão doméstico tem o lobo como ancestral mais provável.
Definir agressividade canina é um desafio, pois os mesmos comportamentos podem ser interpretados como agressivos ou não. Por exemplo, um cão que morde a perna do proprietário para chamá-lo para brincar está se comportando de maneira agressiva sem, contudo, ameaçar a integridade física da pessoa. Por outro lado, um cão que rosne para o proprietário que mexe em seu comedouro pode representar uma ameaça de ataque contra a pessoa. A palavra agressão traz como significado à mente humana: maldade, sordidez ou vingança, mas não é o que acontece com os cães. As agressões fazem parte do repertório comportamental desta espécie. No caso do cão os comportamentos agressivos são subdivididos em 3 etapas: ameaça, ataque e apaziguamento. A ameaça é caracterizada por postura intimidadora, rosnados, latidos, exibição dos dentes, eriçamento dos pêlos e manutenção do contato visual. O ataque é a agressão propriamente dita, caracterizada pela mordida ou sua tentativa.  A fase de apaziguamento é caracterizada por comportamento relativamente não agressivo, mas que reforça a postura agressiva do cão pós-ataque.
Os cães podem mostrar agressão nos seguintes contextos:
PREDAÇÃO - o cão ataca com um gestual de caça. É comum acontecer contra pessoas correndo (frequentemente crianças), rodas e pneus, e também com animais de outra espécies (galinhas, etc).
PROTEÇÃO TERRITORIAL - os ataques são direcionados à pessoas que invadam seu espaço territorial. Este espaço pode se extender para além dos limites estabelecidos pelos seres humanos. Neste contexto, o cão pode também reagir agressivamente durante passeios com algum membro humano do seu grupo social, quando individuos (humanos ou caninos) se aproximam, invadindo o perímetro territorial que ele reconhece como seu.
PROTEÇÃO MATERNAL - os ataques são efetuados po fêmeas em período de amamentação, mas também pode ocorrer com cadelas com gestação psicológica.
DISPUTA HIERÁRQUICA - uma das principais características deste tipo de agressão é o fato de, na maioria das vezes, ser direcionado a algum membro da família. É o tipo de agressão mais difícil de ser contextualizado pois, normalmente, envolve situações em que não se encontra justificativas, tendo como base valores humanos, como o cão atacar a pessoa porque foi acordado ou acariciado quando estava deitado.
POR MEDO - um cão acuado se defende desta ameaça de forma agressiva. É um tipo de agressão normalmente perigoso, pois o cão não reprime o ataque, visto que se sente ameaçado. É como se dissesse: "é ele ou eu".
POR DOR - o cão ataca aquele que está causando dor, ou que já tenha lhe causado dor. É um comportamento comum nas clínicas veterinárias, ou com cães que estejam sofrendo ou que já tenham sofrido algum processo doloroso (artrites, miosites, otites ou traumas de maneira geral).
Existem também aquelas causadas por causas clínicas (disfuncões hormonais, raiva, neuropatias).

(fonte: revista CFMV, ano17/2011, n°52, pg.17)

Felícia


A Felícia já está no CCZ há um bom tempo, esperando por alguém que mude sua vida, para melhor, é claro. Ela é uma linda gatinha que adora pular e brincar, mesmo no pequeno espaço em que vive. Precisa de um lugar maior para viver e ser feliz. Não vai dar trabalho nenhum, pois é muito independente e educada. Vamos ajudá-la a conseguir um lar!

                                                                                   Adriana Xande
ADOTADA!

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Bianca e Jujuba

                                           ADOTADA!           ADOTADA!
Estas duas coisinhas lindas são irmãs do Fofo, que já tem sua foto colocada mais abaixo. Ele foi castrado antes, e elas só foram hoje, portanto agora também estão liberadas para serem adotadas. Na verdade o canil abriga um número muito maior de animais do que os divulgados aqui. Mas são aqueles que, por algum motivo, ainda não foram disponibilizados para adoção. Esperamos realmente que todos consigam um lar feliz onde possam morar com dignidade. Todos merecem. Então façam uma boa ação e venham conhecer estes anjinhos.

                                                                                                                               Adriana Xande